Categorias
Blog

Qualificando O Fazer Projeto

Qualificando O Fazer Projeto

Também atentos a necessidade de constantemente aprimorar conhecimento, habilidade e atitude, estivemos ontem (15) presentes no 1º Workshop BIM – “Construindo o Futuro Hoje”,  promovido pela empresa Tecgraf.

Bons ventos estão soprando para a melhoria da qualidade de projetos executivos que, sem dúvidas, se refletirão em execuções de obras com maior qualidade, minimização de desperdícios e, consequentemente, economia.

O Building Information Modeling – BIM, ou seja, Modelagem de Informação da Construção, é a mais moderna metodologia para desenvolvimento de projetos de execução (é a evolução do desenho), já que visa projetar por meio de modelagem digital em três dimensões as diversas modalidades de projetos técnicos necessários para uma construção, tendo início pelo arquitetônico e seguindo pelos sistemas que o complementam (estrutural, hidráulico, elétrico, ar condicionado, etc). Do modelo será possível extrair informações mais precisas de quantitativos de materiais, dentre outras benefícios para a etapa de projeto.

Mãos à obra.

Categorias
Blog

Construir Com Planejamento

Construir Com Planejamento

Construir, ao contrário do que se ouve por aí, pode sim se tornar uma experiência prazerosa e muito gratificante, não requerendo fórmulas mágicas.

Assim como ocorre quando se opta pela aquisição de qualquer bem de valor, a construção também deve ser muito bem planejada. Em termos de construção, projeto é sinônimo de planejamento.

Para tanto, uma vez tomada a decisão por edificar, o primeiro passo do planejamento deve ser dado com o desenvolvimento de um bom projeto arquitetônico que, além de valorizar o investimento, fará sem dúvida, toda a diferença antes, durante e após a obra.

Um bom projeto de arquitetura leva em consideração diversos aspectos, tais como: hábitos, necessidades e aspirações dos futuros ocupantes, as características do terreno, sua topografia e onde este está inserido, as condições ambientais locais de vento, sol, chuvas, de forma a se conceber uma solução de projeto adequado às necessidades e compatível com a verba disponível a investir.

Quanto aos custos, se por um lado construir sem bons projetos (planejar) pode representar ao final de uma construção custos extras da ordem de até 30%, por outro lado, optar pela contratação de projetos, representa somente de 5 a 12% do valor da construção.

Basicamente, os projetos necessários para obtenção de uma construção econômica e de qualidade, são: .projeto arquitetônico (concepção, descrição e representação gráfica dos espaços e suas inter-relações); .projeto estrutural e de fundações (dimensionar pilares, vigas e  paredes para garantia da estabilidade e segurança dos usuários e da edificação); projeto de instalações elétricas e de telefonia (descrição, dimensionamento e representação das diversas tomadas elétricas, quadro de luz e força, cabos/fios, eletrodutos, etc) e projeto de instalações hidrossanitárias (descrição, dimensionamento e representação de caixa d’água, torneiras, vasos sanitários, calhas de água de chuva, coleta de esgoto, reuso de água, etc).

Contate-nos para maiores esclarecimentos e/ou para iniciarmos uma parceria que, no mínimo, terá a duração de sua obra.

Construir, ao contrário do que se ouve por aí, pode sim se tornar uma experiência prazerosa e muito gratificante, não requerendo fórmulas mágicas.

Assim como ocorre quando se opta pela aquisição de qualquer bem de valor, a construção também deve ser muito bem planejada. Em termos de construção, projeto é sinônimo de planejamento.

Para tanto, uma vez tomada a decisão por edificar, o primeiro passo do planejamento deve ser dado com o desenvolvimento de um bom projeto arquitetônico que, além de valorizar o investimento, fará sem dúvida, toda a diferença antes, durante e após a obra.

Um bom projeto de arquitetura leva em consideração diversos aspectos, tais como: hábitos, necessidades e aspirações dos futuros ocupantes, as características do terreno, sua topografia e onde este está inserido, as condições ambientais locais de vento, sol, chuvas, de forma a se conceber uma solução de projeto adequado às necessidades e compatível com a verba disponível a investir.

Quanto aos custos, se por um lado construir sem bons projetos (planejar) pode representar ao final de uma construção custos extras da ordem de até 30%, por outro lado, optar pela contratação de projetos, representa somente de 5 a 12% do valor da construção.

Basicamente, os projetos necessários para obtenção de uma construção econômica e de qualidade, são: .projeto arquitetônico (concepção, descrição e representação gráfica dos espaços e suas inter-relações); .projeto estrutural e de fundações (dimensionar pilares, vigas e  paredes para garantia da estabilidade e segurança dos usuários e da edificação); projeto de instalações elétricas e de telefonia (descrição, dimensionamento e representação das diversas tomadas elétricas, quadro de luz e força, cabos/fios, eletrodutos, etc) e projeto de instalações hidrossanitárias (descrição, dimensionamento e representação de caixa d’água, torneiras, vasos sanitários, calhas de água de chuva, coleta de esgoto, reuso de água, etc).

Contate-nos para maiores esclarecimentos e/ou para iniciarmos uma parceria que, no mínimo, terá a duração de sua obra.

Renata Scatollini Guimarães e José Alex S. Guimarães